Te conheço?

Olá malignos leitores! Essa merda de çaite nunca é atualizado, eu sei (acho que já falei isso nos últimos textos) não precisam me falar. Na verdade não é atualizado por que é uma bosta de blog e ninguém lê mesmo então foda-se.

Bom, um dos motivos dessa pocilga não ser atualizada é que eu estava com preguiça mental de escrever algo por aqui. Mas seus problemas acabaram! Voltarei a escrever aqui (ok, eu também falei isso da última vez), portanto sua dose semanal de porcaria estará garantida.

Anyway, para retomar a atividade deste aterro sanitário virtual resolvi falar um pouco de mim. Isso mesmo! Não que minha vida seja lá aquela coisa que se diga “nossa como é interessante a vida deste rapaz”, mas acho que seria legal eu vomitar sobre vocês alguns aspectos sobre esta pessoa que é a mais importante na minha vida: eu.

Vamos lá.

O jeito mais fácil de se apresentar acho que seria falando das coisa que eu gosto. Obviamente não farei aqui uma lista das coisas que eu gosto por que ficaria meio sem sentido, meio vazio. Vou falar apenas umas coisinhas só a título de informação.

Gosto muito de ler. Sou fanático por pocket books em inglês, não que eu seja mala e só leio em inglês, mas sim porque é mais barato. Cópias em português são mais caras porque os tradutores precisam ser pagos, as editoras adoram enfiar uma capa dura, o livro passa novamente por revisão, editoração (existe isso? não sei), reimpressão, tudo novamente e isso é enfiado no preço. Mas o que eu adoro ler mesmo são revistas em quadrinhos! Adoro Marvel, mas não sou muito fã de DC Comics. Além desses dois sou leitor de Vertigo, Conan e Judge Dredd. Obviamente fui leitor de Turma da Mônica. Ah, e sou completamente FANÁTICO por Watchmen. Obs.: odeio mangás.

Sou ateu. E como sei que vão me perguntar o porquê de eu não acreditar em Deus ou deuses, aqui está a resposta: pela simples falta de evidências. Não acredito em deuses pelo mesmo motivo que você não acredita na existência de duendes, ou unicórnios, ou que há milhares de anos um bule gira em torno do Sol, mas é tão pequeno que ninguém ou nenhum telescópio é capaz de enxergar. Particularmente acho que as religiões separam as pessoas. O mundo seria um pouco melhor sem religiões.

Sou péssimo com mulheres. Sou muito ruim no “aproach” com as mulé. Nunca fui um cara pegador e talz, tenho um pouco de falta de autoconfiança (a falta de beleza também contribui, hehehe). Não que eu seja um completo retardado na coisa, mas 75% das vezes que eu converso com alguma mina em uma balada, no final da noite eu acabo ficando abraçado é com a garrafa de cerveja. Definitivamente eu não sou um cara transão.

Sou contra a pena de morte. Matar algum criminoso como punição e principalmente servir de exemplo é a coisa mais primitiva que existe. Não resolve o problema e o que é mais grave, aproxima a sociedade do caos. Não quero morar em um país que se iguale ao Iraque, Sudão, Irã, Alemanha nazista, entre outros. Pena de morte é ferramenta de medo e deixa um povo aos caprichos de um ou mais líderes que, por exemplo, poderiam achar que quem gosta da cor verde é um criminoso e merece morrer (claro, fazendo aqui uma analogia né, vocês entenderam).

Sou a favor do casamento homoafetivo. Pelo simples fato que é um direito CIVIL que TODO cidadão deveria ter, sem distinções. Poder compartilhar benefícios como plano de saúde, previdência, adoção de crianças é um direito de qualquer casal, seja hétero ou gay. E se você acha que um casal gay não tem “base moral” para adotar e educar uma criança, e apenas casais héteros é que têm, tenho apenas uma palavra pra te dizer: Nardoni. Tá bom, mais uma: Richthofen.

Sou a favor da descriminalização do aborto. Não como o aborto é feito hoje, essa carnificina generalizada. Mas sim sob rigorosa REGULAMENTAÇÃO. Uma mulher deveria ter o direito de ESCOLHER o que acontece com o seu PRÓPRIO corpo. E não significa que se alguém é a favor do aborto, ela irá fazer um aborto. Na verdade, para ter filhos acho que o casal deveria fazer um vestibular, isso sim. Existem muitos outros aspectos do porquê sou a favor do aborto, mas isso daria um post inteiro, portanto vou terminar por aqui.

Enfim, depois de eu VOMITAR sobre vocês esse texto, agora vocês me conhecem um pouquinho mais e tem a certeza que realmente não é uma boa ideia me convidar para tomar o chá da tarde em vossos lares, afinal eu sou um cara que não é cristão, é a favor da abominação gay, é a favor de assassinato de bebês e é contra a pena de morte, coisa essa que a bíblia claramente diz que é permitido. A saber, foi uma ironia (caso as ostras não entenderam).

Prometo que escrevo mais e com mais frequência. E o próximo post será mais soft.

Abraço nos bronquíolos!

Advertisements

One response to “Te conheço?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s